Independência ou morte


Estamos vivenciando a semana da pátria. Que bom. Precisamos mesmos valorizar nosso país. Mas de que forma? Com independência, ou morte? Há muitos que buscam a morte pensando em independência. Por exemplo, o suicida. Há quem em favor da independência arrisque a própria vida. Talvez esta tenha sido a tônica quando da pronuncia da frase que é nosso título.

Mas nem sempre independência é igual a vida. Principalmente quando se trata de buscarmos tanta independência que dispensamos até Deus. E abandonamos seus princípios e orientações julgando-os retrógrados e sem valor. Certamente daí provem a corrupção, a violência e o descomprometimento de todos com a nação. Isto vale em relação a indivíduos, grupos e nação.
Diz a Palavra: Feliz a nação cujo Deus é o Senhor. Salmo 33.12. Fica o desafio de nos tornarmos dependentes de Deus e de sua Palavra. Certamente assim, a família será mais feliz, os indivíduos serão mais solidários, a nação mais justa e verdadeiramente livre, para que todos usufruam das suas riquezas. Que Deus nos acompanhe nesta semana.
Pr José Daniel Steimetz, Capelão da AELCA

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.